Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.

guerra-as-drogas-636x395

Você é a favor da guerra às drogas?

2 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
3 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
4 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.

5 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
6 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
7 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
8 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
9 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
10 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
11 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
12 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
13 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
14 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
15 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
16 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
17 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
18 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
19 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
20 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
21 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
22 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
23 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
24 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
25 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.
26 Você é a favor da guerra às drogas? Então leia esta história em quadrinhos.


Eu estava navegando nas interwebz da vida quando encontrei este INCRÍVEL post feito pelo Rodrigo Silva no Spotniks. A arte é do australiano Stuart McMillen, mas dou muito crédito ao Rodrigo Silva por ter feito o post. Ficou muito bom.

Eu não vou colocar aqui o texto, quem quiser pode visitar a postagem no Spotniks e dar uma lida no conteúdo.

Lyan Sanches

Blogueiro, ex-podcaster, pedreiro de luxo e programador.


20 Comentários

  1. Israel Ziller   •  

    Antes de emitir uma opinião sobre drogas, dêem uma lida neste livro, Red Cocaine, vai alimentar melhor o debate

    • Lyan Sanches   •     Author

      Olá, Israel. Obrigado pelo comentário.

      Não conheço esse livro, mas tomarei seu comentário como uma indicação e vou tentar compra-lo na Saraiva. Assim que eu terminar, te mando um e-mail com um feedback. ;)

      Enquanto isso, aproveite pra visitar outras postagens no blog.

      Forte abraço.

  2. Andre Goulart   •  

    Conversa fiada! O problema das drogas ou vamos dizer melhor da guerra as drogas sob esse viés justificaria a legalização! Mas o drog…quer dizer o redator desse artigo esqueceu de um fato histórico!
    A queda do vício do tabagismo! E por que isso aconteceu! Segundo o articulista(um entusiasta das experiências positivas das drogas!) pela visão do Milton Friedman hoje deveríamos todos cada vez mais ser entusiastas do cigarro! E isto não aconteceu! Pelo contrário! Hoje é praticamente proibido fumar em todos os lugares de acesso público, repartições públicas ou seja você só consegue fumar sossegadamente em pouquíssimos lugares! E o motivo disto foi a intensa campanha partindo de todos os lados contra o ato de fumar! Não só conscientizando dos perigos a saúde como criando restrições de todo os tipos a quem fuma! Desde acesso a lugares públicos como até acesso a empregos (hoje uma empresa pensa duas vezes em contratar um fumante!) Quando atacado de todos os lados os vícios diminuem muito! Vejam até o caso da bebida alcoólica nos EUA, um viés de moralidade provocou a proibição por lei da fabricação e consumo de bebida nos anos ’30, mas com esse vicio culturalmente arraigado no seio da sociedade americana acabou gerando um verdeiro foco de problemas sociais muito maior do que o vício! A solução foi revogar a proibição, mas com restrições ao modo de consumir, regulamentos para estabelecimentos que vendam bebidas, e quem é que pode e a partir de que idade um cidadão pode começar a consumir bebidas alcoólicas! E mais! O cidadão que for detido, preso por atos provocados por alcoolismo, dependendo da incidência dos seus atos ou a gravidade dos mesmo, ou é fortemente apenada ou obrigado a se tratar sob pena de ficar na cadeia indefinidamente! Do mesmo modo quando um profissional qualquer tem a fama de alcoólatra dificilmente encontrará trabalho ou receberá a mesma confiança profissional nas suas relações de trabalho! E mais nos EUA quando se é fichado por atos graves causados pelo alcoolismo, depois que um individuo passa pela Rehab (reabilitação- rehabilitation) se for flagrado bebendo pode ser preso por desobediência de ordem judicial!!!
    Então nós já sabemos como são as leis no Brasil. Dificilmente teríamos atualmente a consciência civil e ou a draconiana atuação do judiciário para tranquilizar a sociedade, caso um individuo que preze pelo excesso de uso de drogas possa causar danos a outras pessoas, quer por exemplo simplesmente dirigindo um carro irresponsavelmente ou exercendo um profissão liberal (médicos, advogados, etc).
    O sistema de repressão as drogas optou no Brasil por pegar leve com quem consome drogas, taxando o consumidor de “coitadinho indefeso”, e prefere baixar a “madeira” em quem vende. O problema é que criaram um critério que diferencia quem consome e quem vende, se o sujeito tem por exemplo umas três doses de droga não pode ser preso como traficante é consumidor, é detido e liberado prá se tratar (tadinho dele!) Então a droga rola solta! Pois o traficante continua recebendo rios de dinheiro dos FDP que acham que tudo é curtição!
    Ora pois, pois! Em toda guerra procura-se justamente eliminar aquilo que sustenta a força do inimigo! E no caso da guerra às drogas é o dinheiro! E para eliminar o dinheiro tem que ser eliminado é quem dá o dinheiro aos traficantes! Justamente o usuário das drogas! Fazendo uma dura repressão a quem consome drogas – O problema das drogas vai diminuir muito! Inclusive a violência!

    • flavio   •  

      na boa, leia a tirinha, é mais que óbvio que vc não leu.

      • Lyan Sanches   •     Author

        Olá, flavio, obrigado pelo seu comentário.

        Também tive a impressão de que a pessoa acima não leu a tirinha.

      • Bolivar   •  

        Li atentamente a tirinha e os comentários até aqui. A ingenuidade (?) de quem fez a historieta chama a atenção. Transforma Milton Friedman, figura sinistra, em herói!!! Aparentemente é um sujeito interessado na saúde alheia. Quem sabe vocês se informam sobre o economista Friedman?

        • Lyan Sanches   •     Author

          Olá, Bolivar. Obrigado pelo comentário.

          Acho que chamar de ingenuidade é um pouco demais. É fato de conhecimento comum que a máfia explodiu nos Estados Unidos devido a proibição do álcool já que era um produto amplamente utilizado, até mesmo por policiais. Não é preciso transformar o Friedman em herói para entender a situação e a ideia proposta na história.

          No fundo, tudo que a HQ pede é um debate aberto sobre o assunto, sem pré-julgamentos.

          Toda vida, agradeço o comentário. Aproveite pra dar uma olhada em outras postagens do blog.

          Forte abraço.

    • Lyan Sanches   •     Author

      Olá, Andre. Obrigado pelo comentário.

      Sua opinião tem alguns pontos interessantes mas que fogem do foco do post. O quadrinho explica que é preciso entender quais problemas são realmente decorrentes das drogas e quais problemas são decorrentes delas serem ilegais. Transformar os usuários em criminosos não ajuda.

      Quanto ao seu comentário sobre o cigarro, o que ocorre é uma censura ao fumo, não uma proibição. O governo lucra bastante com a industria tabagista e não proibiria o consumo, o que há é apenas um controle dos locais onde você pode fazer uso do fumo.

      Toda vida, agradeço novamente seu comentário e aproveite pra dar uma olhada nas outras postagens do blog.

      Forte abraço.

    • Lyan Sanches   •     Author

      Obrigado pelo comentário, Saulo. :D

      Que bom que gostou! Aproveite pra visitar outras postagens do blog.

      Forte abraço.

  3. Gabriela   •  

    Não adianta proibir algo que se consegue facilmente.
    A restrição que houve com o tabaco, é um bom exemplo que a droga pode ser legalizada, mas usada com moderação. É lógico que não acabará com todos os problemas, até por que o álcool é legalizado e sempre vemos noticias falando do mal consumo da bebida.
    E outra, eu fumo maconha todo dia,sou casada, trabalho, estudo, tenho uma ótima vida social, nunca faltei com meus compromissos e nunca dei problema para minha família por causa da droga. Em compensação, meu pai era alcoólatra, ele bebia todo dia, porém não conseguia trabalhar, a vida social dele não existia e deu muito problema para a família.
    A questão não é usar a droga e sim a forma com que você usa. E isso poderia ser discutido abertamente, sem nenhum preconceito, falando de todos os benefícios e consequências do consumo. Informação: é isso que todos precisam!

    • Lyan Sanches   •     Author

      Olá, Gabriela.

      Excelente comentário. Concordo muito contigo.

      Espero que esteja gostando do blog e recomendo que dê uma olhada em outras postagens.

      Forte abraço.

  4. EXTERMINATOR   •  

    POST PATÉTICO POIS SOMENTE COM A GUERRA CONTRA AS DROGAS, SE COMBATERÁ ESSE CANCER !!!
    DEVIDO A ESSE GROTESCO CARECA, O CAMBALEANTE ESTADOS UNIDOS, É O PAIS QUE MAIS CONSOME DROGAS !!!
    MORTE PARA OS TRAFICANTES LIXOS E OS VICIADOS CALHORDAS !!!

    • Lyan Sanches   •     Author

      Olá “EXTERMINATOR”, obrigado pelo comentário.

      Vejo que você tem uma mentalidade bem fechada sobre o assunto. Mas, isso não é um problema.

      Espero que com o avançar dos anos, te bata bom senso e você tenha uma visão mais amplas sobre os problemas do mundo.

      Forte abraço.

  5. Rodrigo   •  

    Excelente poste amigo, cara brilhante essa tirinha mostrando o erro das leis contra as drogas, cara quem quer usar usa sabe dos riscos das consequências de cada droga, nao aprovo nenhuma droga mas ainda acho q a proibição da maconha foi um erro imenso, oque adiantou proibir se e mais facil de achar q pão mano (sabias palavras do Gabriel Pensador), proibiram uma “droga” natural q nao causa mau algum a sociedade, ao contrario do álcool q causa comportamento agressivo e a muitas vezes as pessoas nem sabem oque fazem quando estão alcoolizados, bem achei muito bem expressado no post q a lei e falha e sempre vai ser falha.

    • Lyan Sanches   •     Author

      Grande Rodrigo, obrigado pelo comentário.

      Concordo muito contigo. O importante é termos um dialogo aberto sobre o problema.

      Espero que tenha gostado do blog e recomendo que dê uma olhada em outras postagens que temos por aqui.

      Forte abraço.

  6. Vander   •  

    Papinho de maconheiro… Drogas só não causa mal a quem não teve algum problema sério de família ou amigos próximos… acham q esse mundinho de alguns poucos viciadinhos na erva que acham que é a droga “paz e amor”… Isso libera tudo, os traficantes vão deixar de ser marginais e virarem “produtores” de drogas legalizados, pagando impostos, encargos gerando emprego de carteira assinada… todo mundo vai viver feliz pra sempre… UTOPIA!

    • Lyan Sanches   •     Author

      Olá, Vander. Obrigado pelo comentário.

      Entendo seu ponto, mas ao que parece, sua lógica se resume em proibir o que faz mal. Ora, existem estudos que mostram que internet faz mal, ficar no computador faz mal, cerveja faz mal, bacon faz mal. Até religião, quando praticada em demasia, faz mal.

      A questão levantada aqui, como já disse em outros comentários, não é se as drogas fazem bem ou não. A questão é abrir um dialogo sem pré-julgamentos que permita analisar a situação de uma forma mais real.

      Talvez possamos revisitar esta conversa, com outro tom de discussão, em alguns anos quando algum serviço ou produto de amplo uso for proibido do Brasil. Só peço a kami-sama que não seja nem o bacon, nem a cerveja.

      Espero que visite outras postagens do blog.
      Forte abraço.

  7. Ronildo Firmino   •  

    Essa questão não é simplesmente dirimida acabando com o tráfico. A melhor forma de se acabar com o consumo de drogas é educando as pessoas a não utilizá-las. A bebida é legalizada e, mesmo assim, acontecem acidentes de trânsito e violência no âmago familiar em decorrência do consumo. Com as drogas é a mesma coisa.

    • Lyan Sanches   •     Author

      Grande Ronildo, sábias palavras.
      Obrigado pelo comentário.

      Espero que visite outras postagens do blog.

      Forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>